O sono e seu impacto no sistema imunológico

O sono e seu impacto no sistema imunológico
09/01/2020

DEZ19_04matéria_SistemaImunologico

Dormir bem é mais do que um simples descanso para o corpo e para a mente. Enquanto dormimos, nosso corpo realiza diversas manutenções físicas e hormonais importantíssimas, que acabam impactando muito em nossa qualidade de vida. Deixar de dormir, ou não dormir profundamente, pode trazer consequências que vão além de não sentir disposição no dia seguinte e de não aproveitar totalmente o período acordado. Pode gerar consequências físicas e psicológicas.

Entre essas consequências físicas, você sabia que a má qualidade do sono pode aumentar as chances de uma pessoa ficar doente? Estudos comprovam que a falta de sono, ou não atingir o estágio de sono profundo ao dormir, pode impactar o sistema imunológico e, por consequência, deixar as pessoas doentes com mais frequência. Pode parecer apenas uma noite maldormida, mas em uma sociedade que se encontra conectada o tempo todo, com preocupações que não param e rotinas estressantes, o sono quando não é reparador acaba levando a pessoa a entrar em um ciclo muito maior. A noite maldormida se transforma em um dia estressante, que por sua vez causa outra noite maldormida, e por aí vai até criar um ciclo vicioso.

Diversos especialistas têm alertado sobre os benefícios da qualidade do sono e sobre quais atitudes podemos adotar para ter noites mais descansadas. Desenvolver uma rotina mais saudável, que envolva a prática de exercícios físicos, evitar bebidas com cafeína ou estimulantes antes de dormir e, talvez o mais difícil de todos, evitar o uso de aparelho celular e o contato com outros estímulos luminosos antes de se deitar estão entre as boas recomendações para quem quer ter um sono reparador.

Referências:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19139325?dopt=Abstract

http://www.scielo.br/pdf/%0D/rbp/v29s1/a07v20s1.pdf

http://www.repositorio.unifesp.br/handle/11600/9406

https://medicoresponde.com.br/10-dicas-para-melhorar-a-qualidade-do-sono/

COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS