O sol e seus benefícios para o bem-estar

O sol e seus benefícios para o bem-estar
09/01/2020

DEZ19_03matéria_SistemaNeurologico

Com a chegada do verão, aumentam os cuidados com a exposição solar e os riscos que ela pode trazer para a saúde. Escutamos muito sobre envelhecimento precoce e doenças como o câncer de pele, mas um assunto que deve ser explorado diz respeito aos benefícios que a exposição solar pode trazer para a saúde física e psicológica. A cautela com a radiação solar sempre deve existir, mas deixar totalmente de tomar sol também não é a melhor opção. O período de exposição de 20 minutos ao dia, nos melhores horários (antes das 10 e após as 16 horas), é um tempo benéfico, sem causar inconvenientes.

Um dos benefícios proporcionados pela exposição à radiação solar, já bastante conhecido, é o da produção de vitamina D. O assunto tem repercutido, principalmente devido aos extensos estudos que comprovam que a suplementação de vitamina D ajuda a diminuir a incidência de diversos quadros, desde alguns tipos de câncer até diabetes e problemas nas articulações. A vitamina D promove a absorção de cálcio pelos ossos, a melhora dos sintomas de doenças autoimunes, como a psoríase, e a diminuição de dores musculares. Mas o melhor, e de fato mais econômico, é que nossa pele tem a capacidade de produzir naturalmente a vitamina D, justamente por meio da exposição à radiação solar.

Além da produção de vitamina D, a exposição solar está associada à liberação de serotonina e endorfina pelo cérebro. A deficiência de serotonina tem sido relacionada a problemas como depressão, estresse, enxaquecas e até mesmo Alzheimer. Já a endorfina é bastante conhecida por sua associação com a prática de exercícios físicos. A sensação de prazer e bem-estar que ela proporciona é praticamente a mesma, tanto após a realização de exercícios quanto depois da exposição solar.

Sem exageros e sabendo escolher os melhores horários para tomar sol, aproveitar o calor também é uma forma de cuidar muito bem da saúde.

Referências:

https://www.pnas.org/content/pnas/105/2/668.full.pdf

https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/19381980.2016.1248325

COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS