Fraturas ósseas: quais as causas?

Fraturas ósseas: quais as causas?
04/09/2018

A maioria das fraturas ósseas é causada pela aplicação de uma força sobre o osso maior que sua resistência. Essas são as fraturas traumáticas, e grande parte delas acontece em acidentes no ambiente doméstico.

Todas as pessoas estão suscetíveis a ter fraturas, mas, se elas ocorrem com frequência, é um sinal de alerta. Mulheres após a menopausa e idosos são os que mais devem estar atentos, pois são os mais propensos a desenvolver fraturas patológicas, devido à osteopenia ou osteoporose. Nesse grupo de idosos, chama a atenção o evento de quebra óssea do fêmur, o que leva à queda do indivíduo, e não o contrário.

Nas mulheres após a menopausa, existe maior ritmo de degradação óssea, devido à perda da ação hormonal ovariana sobre a matriz óssea. Isso faz com que a massa mineral óssea vá diminuindo, o que torna os ossos mais frágeis e propensos a fraturas. Nos idosos, além dessa fragilidade, a massa muscular também tende a reduzir. Com menos força muscular, o risco de queda sobe, aumentando também as chances de fraturas pós-trauma.

Prevenir a osteopenia e a osteoporose é a maneira mais eficaz de evitar fraturas frequentes. Por isso é importante manter uma dieta equilibrada, rica em cálcio e vitamina D, praticar exercícios físicos regulares e fazer acompanhamento médico rotineiro. Principalmente em relação aos idosos, é necessário adequar o ambiente doméstico, retirando objetos e liberando espaço para deslocamento, além de instalar utensílios de suporte em áreas de maior risco, como banheiro e escadas, e evitar pisos escorregadios.

COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS