A importância da atividade física na manutenção da saúde osteoarticular

A importância da atividade física na manutenção da saúde osteoarticular
08/08/2018

Os benefícios da atividade física vão além do ganho de massa muscular. Essa prática, realizada de maneira correta, com orientação de profissional da saúde capacitado, auxilia na prevenção de diversas complicações osteoarticulares e no fortalecimento desses tecidos¹.

Os exercícios físicos, principalmente os que exigem mais do corpo, favorecem o incremento da densidade e da resistência óssea, auxiliando na prevenção de fraturas e no desenvolvimento de osteoporose. Para pessoas que já manifestam a doença, o exercício físico também é de extrema importância, pois, em conjunto com o tratamento recomendado pelo médico, melhora a eficácia terapêutica para aumentar a densidade óssea. Além disso, o fortalecimento da musculatura reduz os impactos e o desgaste das articulações, melhora o equilíbrio e auxilia na diminuição do número de quedas e suas consequências.

Para que esses processos ocorram, adotar uma dieta balanceada é essencial, principalmente com a ingestão suficiente de proteínas, cálcio e vitamina D. O cálcio e a vitamina D participam da formação e manutenção dos ossos e contribuem apara otimizar a atividade muscular, enquanto as proteínas participam da formação e manutenção de músculos e ossos, entre outros tecidos. Assim, garantir que o corpo receba a quantidade certa de nutrientes é a maneira mais eficiente de assegurar que os benefícios do exercício físico sejam bem aproveitados, prevenindo-se a perda de massa óssea e muscular, a osteoporose e os problemas articulares.

 

Referências bibliográficas

  • Santos ML, Borges GF. Exercício físico no tratamento e prevenção de idosos com osteoporose: uma revisão sistemática. Fisioter Mov. 2010 Jun;23(2):289-99.
  • Moreira LD, Oliveira ML, Lirani-Galvão AP, et al. Physical exercise and osteoporosis: effects of different types of exercises on bone and physical function of postmenopausal women. Arq Bras Endocrinol Metabol. 2014 Jul;58(5):514-22.
  • Multanen J, Nieminen MT, Häkkinen A, et al. Effects of high-impact training on bone and articular cartilage: 12-month randomized controlled quantitative MRI study. J Bone Miner Res. 2014 Jan;29(1):192-201.
COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS